quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

páginas


17 de Fevereiro de 2011

Querido Diário,

Hoje mas talvez só hoje, não sinto a consciência tão pesada, nem dores de qualquer tipo, mas desconheço o motivo, já me estava habituar a elas. Sinto um vazio terrível, capaz de tudo, ou nada .
Caí, o chão estava completamente frio e sentia os vidros partidos na carne, mas não de dor e não sangrei, apenas me provocaram cócegas, mas porquê ?!
Não sinto fome, sono, nada ! Apenas sinto a sua ausência, preencherá o vazio, digo eu .
A raiva que sentia, vai-se diluindo lentamente, deixei de perceber a causa .
Apenas e só sei que preciso de ti !

Por agora é tudo .

Cristiana

1 comentário: