domingo, 18 de março de 2012

do anterior e do seguinte

Tenho saudades do tudo e do nada, do anterior e do seguinte. Quero tudo fora de mim, esquecer tudo por meros segundos e fugir. Longe de tudo e todos, nem que seja só pela imaginação, mas desaparecer. Deixar lembranças, tristezas, sofrimento, alegrias. Renascer, começar tudo de novo. Porque não ?
É tão difícil manter-nos de pé quando nos empurram com força, levantar do chão e curar as feridas. Mas fica sempre algo, memórias. Queria tanto fazer um reset a tudo isto. A tanta pressão, tanta ignorância, tanto tudo.
Chega !

Cristiana Martinho